Laryanger Smarthome

Passo 2: Cameras IP

Este é o segundo passo para a instalação de seu sistema de automação residencial. Este passo é um pouco mais complicado que o primeiro, mas é o passo a qual você irá aprender muito sobre roteadores e cameras IP. Quando você compra uma camera IP, recebe um manual que orienta sobre a instalação da mesma e também como você deve configurar seu roteador e criar uma conta Dyndns. As pessoas acabam instalando e configurando, mas não entendem bem o que fizeram. Tentaremos aqui explicar o principio alguns conceitos que irão ajudar bastante quando for instalar sua camera IP.



O que são cameras IP?

Uma câmera IP é uma câmera de vídeo que pode ser acessada e controlada por via de qualquer rede IP, como a LAN, Intranet ou Internet. Usando simplesmente um navegador web e uma conexão de Internet de alta velocidade, usuários podem convenientemente ter acesso ao vídeo de uma câmera e, em alguns casos, até áudio, de qualquer local que esteja.

Os modelos atuais são compatíveis com as tecnologias Ethernet e Wi-Fi e são separadas em categorias como Pan/Tilt/Zoom que permite ao usuário mudar o ângulo das câmeras, habilitar áudio, controlar uso de luz infravermelha para uso noturno, entre outros.

Como funcionam:

- Equipado com um servidor interno e uma placa de processamento, os dispositivos, que também se referem às câmeras IP, combinam as capacidades de uma câmera poder filmar e um computador para armazenar. Melhor que as CCRTS, as câmeras IP não necessitam de softwares ou placas adicionais, tornando fácil sua instalação e manuseio dentro de uma rede, pois ele possui seu próprio endereço de IP, ele se conecta automaticamente na rede por meio de um hub/roteador, funcionando 24 horas por dia. As câmeras IP são facilmente integradas a redes já existentes através do sistema Universal Plug and Play (UPnP).

Benefícios:

- Segurança: câmeras IP podem ser usadas em conjunto de um sistema de alarme à parte, fazendo com que ela grave apenas quando um sensor ou o sistema de alarme soar ou enviar um e-mail de alerta ao sinal de uma invasão ou atividade no campo de visão da câmera. Acessibilidade: podem ser acessadas de qualquer local via navegador web.

Onde são utilizadas:

- Usuários Domésticos: Moradores podem perfeitamente acompanhar seus filhos, animais, empregados, fluxo de carro na rua, vendo tudo em tempo real no local de trabalho. Alguns modelos ainda possibilitam a saída de áudio e a pessoa pode do outro lado falar pelo microfone do computador e o som sai pela câmera. Pequenas empresas: Muito usado em empresas que possuem grande estoque de mercadorias. Monitoramento 24 horas é a melhor solução para quem quer tranqüilidade e quiser conferir seu estoque. As câmeras IP mais modernas vem equipadas com sensor de movimento, que podem ser ligadas aos alarmes ou automaticamente enviam um email para o usuário avisando que houve movimento na área. Escritórios: São facilmente monitorados de qualquer computador remoto ligado a internet. Pode-se monitorar fluxo de pessoas, estoque entre outros. Lugares externos e públicos: Hospitais, parques, locais de transito de carros e pessoas, escolas. Zoom e foco automático ajudam na detecção da pessoa no caso de roubo. As imagens capturadas podem ser de grande ajuda na identificação de suspeitos.

Tipos:

- Cameras IP Internas e Cameras IP Externas à prova d'água.

Veja mais detalhes em: Camera IP Interna e Camera IP Externa



Configuração de Roteadores:

Ao receber o manual, você verá que terá de fazer algumas configurações em seu roteador.Vai se deparar com alguns termos, um que parecem um pouco estranho para quem não está acostumado a configuração de roteadores. Termos como: DynDns, WAN/LAN, "Abertura de porta(Port Foward)", "DHCP", etc. A idéia aqui é dar uma breve explicação de como funciona, e o que é cada um destes termos. Daí você estará mais preparado quando tiver que configurar sua camera e seu roteador.

DynDns:

O que é? DNS dinâmico é utilizado principalmente quando precisamos que um determinado host (computador) seja acessado via internet, porém, geralmente nossas conexões com a internet adquire IP’s que mudam a cada nova conexão com o provedor, seja através de uma queda de sinal, desligamento do modem ou qualquer outra situação que necessite que o modem conecte-se a internet novamente.

Veja mais detalhes em: Dyndns

WAN E LAN

O que é uma rede LAN e uma rede WAN? Os temos LAN e WAN são comumente encontrados nas telas de configurações de modens, roteadores e access points. O termo LAN se refere à configuração da rede local provida pelo roteador enquanto WAN se refere à configuração da rede externa, da internet, que não faz parte da rede interna. LAN é Local Área Network. Este termo geralmente se refere a redes de computadores restritas a um local físico definido como uma casa, escritório ou empresa em um mesmo prédio. Uma rede sem fio de uma empresa também faz parte da LAN. O que realmente limita a rede LAN é uma faixa de IP restrita à mesma, com uma máscara de rede comum. WAN é Wide Área Network. Significa uma rede que cobre uma área física maior, como o campus de uma universidade, uma cidade, um estado ou mesmo um país. É usado freqüentemente nas configurações dos roteadores para se referir à rede externa à empresa, que não é considerada parte da LAN, como foi dito acima. WAN também é usado para se referir à rede da internet em geral, apesar desta ser uma designação genérica demais. As redes WAN se tornaram necessárias pois grandes empresas com milhares de computadores precisavam trafegar grande quantidade de informações entre filiais em diferentes localidades geográficas. Este nova demanda não podia ser satisfeita dentro das capacidades de uma rede LAN e novos protocolos para atender aos exigências de velocidade e qualidade das redes WAN foram criados.

Veja mais detalhes em: LAN / WAN

Port Foward

O que é Portfoward? Port forwarding, ou, em português, redirecionamento de portas, é o ato de direcionar uma porta da rede (network port) de um nodo de rede para outro. Esta técnica pode permitir que um usuario alcance uma porta em um endereço de IP privado (como o de uma LAN) mesmo estando fora dessa rede, através de um roteador com NAT habilitado. Desta forma é possível disponibilizar na rede pública serviços internos, minimizando as probabilidades de compromisso das máquinas internas. Para entender como funciona o encaminhamento de porta, pense em uma recepção em um hotel. Quando uma carta chega, dirigida a um atendimento ao cliente do hotel , a recepção procura o número do quarto do cliente e envia a carta para esse quarto. Da mesma forma, uma vez que seu roteador foi configurado para Port Forwarding, ele irá olhar para o "nome do cliente" (número da porta) ligado a cada "letra" (acesso de entrada) e enviá-lo para o adequado "número de quarto" (endereço IP).


Veja mais detalhes em: Portfoward

DHCP

O que é DHCP? Quando falamos em redes, existem alguns recursos que são utilizados e facilitam muito a nossa vida, mas nem os percebemos. Um deles é o protocolo DHCP. Do inglês Dynamic Host Configuration Protocol (que ficaria, em português, algo como Protocolo de Configuração Dinâmica de Endereços de Rede), é um protocolo utilizado em redes de computadores que permite às máquinas obterem um endereço IP automaticamente.


Veja mais detalhes em: DHCP

Faça o download do manual da Camera Foscam no link abaixo:

Manual Camera Foscam Português

Sua camera se desconecta da rede quando acaba a energia?

Considerações para solução do problema

Quando você consegue fazer o Portfoward, ativar o Dyndns e ainda visualizar sua camera pela internet externa, é bastante comum ocorrer um problema onde a conexão com a câmera se perde depois de uma interrupção de energia elétrica. Para solucionar este tipo de problema, existem alguns procedimentos que devem ser seguidos. Veja a seguir:

Como você deve saber, existe a WAN e a LAN. A WAN é a parte de internet que fica entre seu roteador e a internet externa. Na WAN o IP externo pode ser estático ou dinâmico. Quando o IP é dinâmico, se utiliza o dyndns como forma de fixar o IP. Ou seja, o dyndns dá um nome a seu IP atual, e toda vez que este IP muda, o serviço de dynds muda o número também, porém o nome que ele atribuiu anteriormente ao seu IP, permacerá sempre o mesmo. Resumindo, o IP continua mudando, mas o nome (dyndns) não muda. Toda vez que você digita este nome no browser, seu computador ou smartphone se conectará ao roteador.


A LAN, é a parte interna de seu roteador e a rede de internet dentro de sua casa. Na LAN, existe o IP do roteador (getway), e também os IP's que o roteador atribuí para cada aparelho que você conecta a internet dentro de sua casa. Por exemplo, quando você liga um notebook em casa, o roteador lhe atribuí o IP: 192.168.1.100. Daí você usa o notebook e depois o desliga. Passado algum tempo, se você ligar o notebook novamente, o roteador pode atribuir o mesmo IP para o notebook, ou não. Ou seja, da segunda vez que você ligar o notebook, o roteador pode atribuir um número diferente como: 192.168.1.103. Porém, se o notebook receber um número de IP diferente a cada vez, não será importante para seu funcionamento, pois ele está preparado para estas mudanças. Os roteadores podem atribuir IP's aleatoriamente a cada aparelho ( IP's dinâmicos). E também podem distribuir o mesmo IP, sempre ao mesmo aparelho, se for feita uma configuração no roteador. Ou seja, podemos também fixar o IP para um determinado aparelho configurando o roteador. Esta configuração é feita em um campo do programa de configuração chamada DHCP do roteador. Para as cameras IP, não se pode trabalhar com IP dinâmico dentro da LAN. Ou seja, as cameras IP precisam ter um IP fixo dentro da LAN. Se não for fixado um IP para cada camera IP dentro da LAN, acontecerá o seguinte: Toda vez que a energia for cortada da camera, e depois a camera for ligada novamente, o roteador poderá, ou não, atribuir um número de IP diferente para a camera, e ela não mais ficará conectada a rede se o número de IP for diferente daquele a qual ela foi configurada na primeira vez.

Pode ser que seja exatamente isto que está ocorrendo com suas cameras. A cada vez que se desliga a energia, o roteador pode estar atribuindo um número de IP diferente daquele a qual você as configurou da primeira vez. Então, com este novo IP, a camera não conseguirá mais se conectar a rede.

Para resolver este problema, temos que fixar este IP dinâmico dentro da LAN. Para isto, você terá de primeiro, anotar o número do MAC da camera a qual você deseja fixar o IP. Existe uma placa na parte inferior de cada camera que mostra o número de MAC da mesma. Alias todo aparelho que se conecta a interne, tem um número de MAC. o MAC seria para cada aparelho, assim como o RG é para nós. Anotado o número de MAC, você terá de entrar nas configurações do seu roteador e procurar pelo campo do DHCP. No campo DHCP, você terá de imputar o número de MAC da camera juntamente com o IP atual que o roteador está atribuindo a camera naquele momento. Ou seja, quando você configura o DHCP, é o mesmo que estar dizendo para o roteador designar sempre o mesmo IP para aquele mesmo número de MAC. Configurar o DHCP no roteador, seria algo parecido como configurar o dyndns. Só que o DHCP fixa o IP interno para cada aparelho, enquanto o Dyndns fixa o IP externo de seu roteador, atribuindo-lhe um nome fixo.

Tente fazer a configuração do DHCP do seu roteador para cada camera. Depois desligue e ligue novamente a camera e veja se o roteador está lhe atribuindo o mesmo número de IP.

Observação: Mesmo depois que se configura o DHCP, e o roteador passa a atribuir sempre o mesmo IP a cada camera, haverá uma situação (situação 3) a qual as cameras não se conectarão. Veja abaixo as situações:

1- Você desliga tudo de uma vez (roteador + cameras) e depois liga tudo ao mesmo tempo. Daí tudo volta a funcionar normalmente e as cameras são reconhecidas pelo roteador, pois o roteador lhe atribui novamente o mesmo número de IP determinado no DHCP.

2- Você desliga todas as cameras, mas não desliga o roteador, depois liga novamente as camera. Daí tudo volta a funcionar normalmente e as cameras são reconhecidas pelo roteador, pois o roteador lhe atribui novamente o mesmo número de IP determinado no DHCP

3- Você desliga somente o roteador, mas não desliga as cameras, depois liga o roteador novamente. Neste caso as cameras não mais serão reconhecidas. Pois quando o roteador liga, e as cameras já estão ligadas, ele não consegue entender qual o IP que está configurado em cada camera, e o roteador não as reconhece. Neste caso, terá de desligar e ligar novamente cada camera.


Próximo Passo: Instalação e configuração da central










Total de visitas: 3124